Texto principal
logotipo do visibilidade.net: Visibilidade.net, estar presente na web não basta Inscreva-se para receber na sua caixa de correio electrónico novidades do Visibilidade.net.
 

  » Início

  » Artigos

  » Contactos

  » Divertimento

  » Glossário

  » Notícias

  » Perguntas frequentes

  » Sobre

  » Utilidades
   » Subscrição

  » Siga-nos no Facebook

Início > Artigos > As tabelas para formatação são desaconselhadas em web design?!

Porque é que as tabelas para formatação são desaconselhadas em web design?

As tabelas em HTML foram originalmente criadas para apresentar informação tabular. Parece óbvio? Mas não é.

No anos 90, perante a falta de uma linguagem adequada para a criação de páginas gráficamente ricas, os web designers adaptaram as tabelas em HTML para definir a aparência gráfica das páginas (mea culpa, este site usa tabelas mas já senti os problemas e estou muito arrependido).

No entanto, actualmente o uso de tabelas para formatação gráfica é desaconselhado porque mistura dados de apresentação (ex. etiquetas <table><td><tr>) com conteúdos (ex. textos).

O uso de tabelas para formatação gráfica:

  • Origina páginas desnecessariamente grandes porque os utilizadores têm que repetidamente descarregar os dados de apresentação para cada página;
    • Páginas grandes e consequentemente lentas a carregar enervam os utilizadores do seu site;
    • Páginas grandes, aumentam o consumo de rede e a sua conta a pagar ao fim do mês.
  • Torna o redesenho de sites existentes muito trabalhoso (e caro!);
  • Dificulta a manutenção da consistência entre as páginas de um site.
    • Páginas com designs diferentes dentro de um mesmo site baralham os utilizadores;
  • Dificultam a acessibilidade à informação por pessoas com deficiência;
  • Dificultam a acessibilidade à informação através de diferentes dispositivos como telemóveis, PDAs ou diferentes browsers;
  • Degradam a visibilidade das páginas em motores de busca.

A solução

O XHTML (eXtensible Hypertext Markup Language) é o formato sucessor do HTML recomendado pela W3C para programação de páginas web. O principal objectivo do XHTML é melhorar a acessibilidade à informação publicada permitindo a sua correcta apresentação independentemente do dispositivo usado, através de uma separação entre os dados (usando XML) e a sua apresentação gráfica (usando CSS).

A solução passa por estruturar os conteúdos das páginas em XHTML e delegar os dados relativos à apresentação para um ficheiro CSS partilhado que define a aparência gráfica de todas as páginas no site.

Veja o exemplo de uma página escrita usando tabelas para formatação e da mesma página escrita usando XHTML1.1+CSS, sem recorrer a tabelas para formatação gráfica.

Para saber mais

 

Outubro, 2011
/Daniel Gomes

SocialTwist Tell-a-Friend
Página com ligações robustecidas pelo Arquivo.pt.